Na manhã de domingo 29/04/18 em Niterói, mais uma feira de trocas

Cultura na praça. Iniciatica popular sem amos nem mestres.

Organização Popular

Em Niterói neste domingo 29/04, haverá a VI Feira de Trocas culturais do Projeto Literatura na Varanda, do qual faz parte um militante da OP. Das 10h ao meio-dia na Praça Getúlio Vargas, em Icaraí (próximo à Rua Miguel de Frias e Praia de Icaraí – pertinho da reitoria da UFF, em frente ao antigo cinema Icaraí). Estaremos num banquinho perto da reunião do grupo literário Escritores ao Ar Livro.

feira-de-trocasO evento é gratuito e aberto a todas as pessoas. A dinâmica é muito simples, cada uma expõe o que trouxe, depois conversa e troca o que quiser com a pessoa que também concordar com a permuta proposta. Para o escambo servem livros, CDs, revistas, discos de vinil, DVDs, histórias em quadrinhos, fanzines, gravuras ou o que mais se quiser. O que importa é a satisfação de uma necessidade ou o prazer de ter algo que se deseja, sem gastar…

Ver o post original 7 mais palavras

Anúncios

Internacionalistas de Rojava denunciam os bombardeamentos da NATO contra o território sírio

A Comuna Internacionalista de Rojava, na Federação Democrática do Norte da Síria denuncia: “As grandes corporações internacionais e os media manipulam informações para controlar a opinião pública, gerando as condições necessárias para justificar este tipo de acções. A brutalidade e o uso de armas químicas em Afrin, tais como o cloro gasoso usado pelos bandos jihadistas que lutavam ao lado do exército turco, não provocaram qualquer resposta da comunidade internacional, enquanto a preparação para os ataques realizados hoje contra Homs e Damasco começou várias semanas antes das notícias sobre o suposto ataque químico”.
E Mosaico Mourisco Republica, via Portal Anarquista de Évora.

Portal Anarquista

siria

A partir da Comuna Internacionalista de Rojava, na Federação Democrática do Norte da Síria, denunciamos os bombardeamentos das forças da NATO contra o território sírio esta madrugada. Estes ataques imperialistas liderados pelos EUA, com a colaboração da França e do Reino Unido, são um novo exemplo da brutalidade e da sede imperialista das forças da NATO no Médio Oriente.

As potências globais exibem a sua indústria militar, testando as suas armas sem terem em conta os efeitos das suas acções sobre a população civil. O lançamento de mísseis de alta tecnologia sob o pretexto de um ataque químico que não foi provado utiliza a instabilidade que se vive na Síria, tornando-a o campo de testes para as novas armas que estão a aparecer. O aumento do valor de mercado das empresas construtoras de mísseis, que viram crescer o seu capital em mais de 5 mil milhões de dólares numa questão…

Ver o post original 187 mais palavras